Corpo lésbico, história e formação docente: agenciando existência e visibilidade para criação de possíveis no/com o currículo

Danilo Araujo de Oliveira, Anderson Ferrari, Marlucy Alves Paraíso

Resumo


Neste texto, a partir do relato de si de uma aluna que se identifica como branca, lésbica, jovem e de classe média, problematizamos a relação entre corpo lésbico, história e formação docente no/com o currículo. Trata-se de relato construído na disciplina de estágio do curso de Licenciatura em História de uma Universidade Pública Federal em Minas Gerais. Utilizando referenciais pós-críticos, argumentamos que a formação docente dessa aluna ocorre no corpo e com o corpo, constituindo-se como um processo histórico, composto por descontinuidades e rupturas, que permite o agenciamento de existências e visibilidades para a criação de possíveis no currículo. O artigo mostra, então, que a experiência da estudante lésbica produz uma pedagogia que faz questionar os padrões heteronormativos e leva à produção de conhecimentos sobre si, sobre seu corpo e sobre possibilidades outras que a fazem reinventar sua subjetividade e sua relação com a docência.


Palavras-chave


corpo, história, formação docente, currículo.

Texto completo:

PDF


Qualis A1

Publicado pelo Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Contatos: (55) 41- 3535-6207 

E-mail: educar@ufpr.br

E-mail: educar.ufpr2016@gmail.com

Web of Science (Clarivate Analytics)
Scielo
Academia.edu
Directory of Open Access Journals
Periódicos Capes
Google Acadêmico
Pergamum INEP
Latindex
Redalyc
Educ@
Directory of Open Access Scholary Resources
Information Matrix for the Analysis of Journals
Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal
MLA International Bibliography

Flag Counter

Contador ativo desde 10/09/2021