Cinema negro feminino, estética e política na formação de professoras: uma experiência com o filme Kbela

Fábio José Paz da Rosa

Resumo


Esta pesquisa tem o objetivo de problematizar, no cerne da formação de
professores em Pedagogia, as potencialidades do cinema negro feminino a
partir da exibição do filme Kbela da cineasta Yasmin Tainá. Para isso, o artigo
se propõe a defender uma perspectiva de formação docente decolonial em
que as licenciandas participantes da exibição são incentivadas a produzirem
novos conhecimentos inter-relacionados às corporeidades, estéticas e atuação
política. Dessa forma, compreendemos que as estudantes relacionaram
esses conhecimentos tanto em suas corporeidades quanto em suas futuras
práticas docentes.


Palavras-chave


Cinema Negro. Corporeidade. Estética. Formação de professores.

Texto completo:

PDF


 

Qualis A1

Publicado pelo Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Contatos: (55) 41- 3535-6207 

E-mail: educar@ufpr.br

E-mail: educar.ufpr2016@gmail.com

Web of Science (Clarivate Analytics)
Scielo
Academia.edu
Directory of Open Access Journals
Periódicos Capes
Google Acadêmico
Pergamum INEP
Latindex
Redalyc
Educ@
Directory of Open Access Scholary Resources
Information Matrix for the Analysis of Journals
Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal

Flag Counter

Contador ativo desde 10/09/2021