OS POSTULADOS DE AUDITORIA NA ESCOLA UNIVERSITÁRIA INGLESA: UM CRUZAMENTO PERFEITO ENTRE A SOCIEDADE E A AUDITORIA

Bruno Almeida

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar a evolução da linha do pensamento dos autores ingleses, Sherer e Kent e Flint, no que concerne às suas propostas para dotar a auditoria de uma estrutura concetual própria, à semelhança da contabilidade financeira. A contabilidade e a auditoria têm um ponto de convergência comum: o referencial contabilístico. Tanto os preparadores da informação financeira como os auditores visam construir e validar o true and fair view. Para conseguir este desiderato os autores supracitados conceberam dois sistemas postulacionais. Para analisar as suas similitudes e divergências recorremos a uma metodologia apropriada, assente numa base normativa e com o mínimo de apoio empírico e formulámos hipóteses que nos permitem concluir que a auditoria, no Reino Unido, é considerada um importante elemento de controlo externo e social das relações de accountability estabelecidas nas empresas e nas organizações, e que os sistemas postulacionais propostos representam a evolução natural das conceções de auditoria existentes naquela sociedade.


Palavras-chave


auditoria; accountability; postulados; sistema postulacional; true and fair view

Texto completo:

| PDF 106-130 |


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rcc.v7i3.40095

Revista Contabilidade e Controladoria [RC&C] - ISSN 1984-6266
Avenida Prefeito Lothário Meissner, 632 - Campus III
CEP 80210-070, Curitiba, PR, Brasil