Open Journal Systems

Fatores Condicionantes da Gestão de Custos Interorganizacionais na Cadeia de Valor do Setor de Confecções

Lucas Ogassawara Gervasio, Juliane Andressa Pavão, Roberto Rivelino Martins Ribeiro, Kerla Mattiello

Resumo


Este estudo teve como objetivo identificar os fatores condicionantes que favorecem ou dificultam a utilização da Gestão de Custos Interorganizacionais (GCI) em uma cadeia de valor do setor de confecção. Para tanto foi realizada uma pesquisa diagnóstica em cinco empresas de uma mesma cadeia de valor do setor de confecções, sendo elas: um fabricante de roupas com marca própria, um cliente e três fornecedores de material direto/mão-de-obra. O estudo adotou o modelo proposto por Souza (2008) e Souza e Rocha (2009) e teve como método de coleta de dados entrevistas e questionários. Com os achados, verificou-se que todas as empresas, salvas algumas exceções, apresentam fatores condicionantes que favorecem a utilização da GCI. Os fatores condicionantes que mais favorecem a GCI são os produtos, componentes e níveis de relacionamento na cadeia de valor do setor de confecção analisado. Pode-se perceber com o estudo que os tipos de cadeia e mecanismos são favoráveis a GCI, porém de forma mais tênue. Ressalta-se também a importância do relacionamento nas empresas da cadeia analisada, bem como, a verificação da existência de uma GCI informal em algumas empresas analisadas, por ter os produtos, componentes, relacionamento, cadeia de valor e os mecanismos disciplinadores e incentivadores propícios para a GCI.


Palavras-chave


Gestão de Custos Interorganizacionais; Cadeia de Valor; Setor de Confecção.

Texto completo:

PDF |87-102|

Referências


ABIT (2022). Perfil do setor. Recuperado de https://www.abit.org.br/cont/perfil-do-setor#:~:text=Produ%C3%A7%C3%A3o%20da%20confec%C3%A7%C3%A3o%20(vestu%C3%A1rio%2C%20meias,em%202019%20(IEMI%202021)%3B , em 12 de março de 2022.

Andruchechen, J. R. (2015). Fatores condicionantes da gestão de custos Interorganizacionais na indústria moveleira. Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.

Agndal, H., & Nilsson, U. (2009). Interorganizational cost management in the Exchange process. Management Accounting Research, 20(2), 85-101.doi.org/10.1016/j.mar.2008.07.001

Camacho, R. R. (2010). Fatores condicionantes da gestão de custos interorganizacionais na cadeia de valor de hospitais privados no Brasil: uma abordagem à luz da Teoria da Contingência. Tese de Doutorado em Ciências Contábeis, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Campos, L. C., Oliveira, K. G., Leal, E. A., & Duarte, S. L. (2016). Gestão de custos interorganizacionais: um estudo da “rede cerrado” de supermercados. Artigo, Faculdade de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Chen, G., Zhang, G., & Jin, X. (2013, december). Interorganizational cost management in Australian construction alliance. In Challenges in Innovation, Integration and Collaboration in Construction & Engineering: Proceedings of the Seventh International Conference on Construction in the 21st Century, Bangkok, Thailand.

Cooper, R., & Slagmulder, R. (1999). Suply chain development for the lean enterprise. Interorganization cost management. New Jersey: The IMA Foundation For Applied Research.

DhaifAllah, B., Auzair, S. M., Maelah, R., & Ismail, M. D. (2019). Measuring inter-organizational cost management and open book accounting. Journal Pengurusan (UKM Journalof Management), 56.

Di, W., & Wang, S. (2017). Empirical research on the impact of open-book accounting on organizational performance. Research on Modern Higher Education, 2, 199-204.

Duarte, S. L. (2017). Gestão de custos interorganizacionais em organizações cooperativas e Investor-Owned Firms – IOFs no setor de cafeicultura no Brasil. Tese de Doutorado em Ciências Contábeis, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Duarte, S. L., & Rocha, W. (2018, novembro). A gestão de custos interorganizacionais e sua relação com a economia dos custos de transação no setor de cafeicultura brasileira. In Anais do Congresso Brasileiro de Custos-ABC.

Farias, R. A. S., & Gasparetto, V. (2019). Gestão de custos interorganizacionais: fatores inibidores em empresas do setor moveleiro do Distrito Federal. Tese de Doutorado em Ciências Contábeis, Faculdade de Administração da Universidade de Brasília e Faculdade de Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.

Farias, R. A. S. (2016). Gestão de Custos Interorganizacionais: estudo sobre os fatores inibidores em empresas do setor moveleiro do Distrito Federal. Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.

Fehr, L. C. F. A., & Duarte, S. L. (2018). Gestão de Custos Interorganizacionais e Open-Book Accounting: as Duas Faces da Mesma Moeda. Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ, 23(1), 70-87.

Kulmala, H. I., Kajüter, P., & Valkokari, K. (2007, June). Inter-organizational cost management in SME networks. In Proceedings of the 8th Manufacturing Accounting Research Conference, Trento, Italy.

Möller, K., Windolph, M., & Isbruch, F. (2011). The effect of relational factors on open-book accounting and inter-organizational cost management in buyer–supplier partner ships. Journal of Purchasing and Supply Management, 17(2), 121-131.

Michels, A. (2016). Efeitos dos recursos de gestão interna de custos, integração de sistemas de informação e capacidade absortiva na gestão de custos interorganizacionais das maiores indústrias do Brasil. Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.

Nascimento, S., Pereira, A. M., & Scarpin, J. E. (2012). Os fatores condicionantes da Gestão de Custos Interorganizacionais em uma indústria metalúrgica da cidade de Rio do Sul-SC. ABCustos, 7(2).

Pacassa, F., & Zanin, A. (2021). Custos interorganizacionais de uma cadeia de suprimentos moveleira do oeste de Santa Catarina. Desafio Online, 9(1).

Souza, B. C. (2008). Fatores condicionantes da gestão de custos interorganizacionais. Dissertação de Mestrado em Ciências Contábeis, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Souza, B. C., & Rocha, W. (2009). Gestão de custos interorganizacionais: ações coordenadas entre clientes e fornecedores para otimizar resultados. São Paulo: Atlas.

Windolph, M., & Möller, K. (2012). Open-book accounting: reason for failure of inter-firm cooperation? Management Accounting Research, 23(1), 47-60.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rcc.v14i3.83670