CONSERVADORISMO CONTÁBIL: UMA ANÁLISE DOS RESULTADOS DAS EMPRESAS LISTADAS NA BOLSA DE VALORES CHINESAS

Jomar Miranda Rodrigues, Jorge Katsumi Niyama, Pedro Henrique Duarte Oliveira

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de avaliar o grau de convergência entre as normas contábeis emitidas pela China e as normas internacionais do IASB (International Accounting Standard Board). Para fins dessa proposta, comparamos os padrões locais e os internacionais, com a finalidade de verificar a harmonia dos resultados sob as normas contábeis da China e as internacionais, sendo utilizadas as reconciliações do lucro líquido, em conformidade com os padrões internacionais de contabilidade editados pelo IASB. Assim, utilizou-se um indicador de “conservadorismo”, e um indicador parcial de conservadorismo, que serviram de parâmetros para a comparabilidade dos resultados obtidos pelos padrões locais e internacionais. A análise revelou que as normas chinesas apresentam divergências quando comparadas aos padrões do IASB. Entretanto, para confirmar estas divergências, utilizamos  o indicador de “conservadorismo” para ratificar  ou não a aderência da convergência às normas internacionais. Este indicador mostrou que a amostra das empresas pesquisadas, quando utilizam as normas chinesas, resulta em um lucro mais conservador em relação ao resultado reconciliado com os padrões internacionais editados pelo IASB.


Palavras-chave


Contabilidade Internacional. China. Indicador de Conservadorismo. Convergência Contábil.

Texto completo:

PDF | 93 - 109 |


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rcc.v4i1.18512

Revista Contabilidade e Controladoria [RC&C] - ISSN 1984-6266
Avenida Prefeito Lothário Meissner, 632 - Campus III
CEP 80210-070, Curitiba, PR, Brasil