ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIA: HUMANIZAÇÃO DO ATENDIMENTO INICIAL AO POLITRAUMATIZADO À LUZ DA TEORIA DE IMOGENE KING

Juliana Helena Montezeli, Marineli Joaquim Meier, Aida Maris Peres, Kriscie Kriscianne Venturi, Lillian Daisy Gonçalves Wolff

Resumo


Trata-se de um estudo reflexivo que teve como objetivo tecer considerações acerca da humanização do
atendimento inicial prestado a vítimas politraumatizadas na sala de emergência, abordando o seu âmbito relacional. As
argumentações dessa prática são alicerçadas na Teoria do Alcance de Metas de Imogene King, cuja estrutura baseia-se no
modelo conceitual dos sistemas abertos interatuantes. A relação entre o atendimento de enfermagem prestado de forma
humanizada no aspecto relacional e o contexto do trauma é sustentada pelos conceitos propostos no sistema pessoal de
King, sendo importante instrumento na reorganização do processo de trabalho por meio da sistematização da assistência
de enfermagem em um serviço de emergência.

Palavras-chave


Enfermagem em emergência; Humanização da assistência; Teoria de enfermagem; Emergency nursing; Humanization of assistance; Nursing theory; Enfermería en emergencia; Humanización de la asistencia; Teoría de enfermería

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v14i2.15634

 Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133
 
Siga a Revista Cogitare Enfermagem:
 
 
 
  
 https://www.youtube.com/channel/UC2sNflu71WG2-JzMTHIe9QA?view_as=subscriber