Open Journal Systems

O Impacto do Youtube nos Retornos das Ações: Um Estudo de Eventos no Canal “O Primo Rico”

Matheus Soares Mendes, Wenner Glaucio Lopes Lucena

Resumo


Fundamentada pelos pressupostos da Hipótese de Mercados Eficientes (HME), sob sua forma semi-fraca, testada mediante um estudo de eventos sobre os impactos das redes sociais no mercado acionário. O estudo tem como objetivo verificar o impacto dos vídeos publicados no canal de Youtube, em particular do canal “O Primo Rico”, por meio de sua playlist de vídeos denominada “Empresas da Bolsa” sobre os retornos das ações das companhias apresentados no vídeo. A utilização da rede social se deu pela ausência de estudos exclusivos voltados a temática, bem como pelo aumento de sua popularidade entre os usuários, haja vista que, de acordo com o site Alexa, o Youtube já é a segunda rede social mais utilizada no Brasil e no mundo. A amostra é composta por seis companhias do mercado de capitais brasileiro, para as quais o canal de youtube publicou vídeos. Os dados necessários (retornos diários), foram coletados na base de dados Economática. O estudo de eventos foi realizado conforme a metodologia de MacKinlay, (1997). Entre os achados, foram identificados impactos, tanto positivos quanto negativos, nos retornos das companhias a partir da publicação dos vídeos. O retorno anormal acumulado (CAR) para as janelas próximas ao evento: [-1,1], [-2,2], [-4,4], se mostraram estatisticamente significativos, implicando que o mercado não foi eficiente, para este período, gerando assim, possibilidade de ganhos anormais. No entanto, os resultados devem ser interpretados com ressalvas, haja vista outros fatores que possam ter contribuído para tais achados, tal como a divulgação de comunicados a mercado e fatos relevantes no mesmo período amostral. Além disso, os CAR’s, em três das seis janelas utilizadas no estudo, se mostraram estatisticamente igual a zero, conforme teste paramétrico.


Palavras-chave


finanças; mercado financeiro; redes sociais; Youtube

Texto completo:

PDF |8-27|


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rcc.v14i3.81700