CONTROLES INTERNOS DETERMINANTES PARA A EFICIÊNCIA NA GESTÃO DO CEFET/MG

Wendel Alex Castro Silva, Maria Cristina de Oliveira Gomes, Elisson Alberto Tavares Araújo

Resumo


Este artigo objetivou identificar quais são os fatores do sistema de controles internos (SCI) que influenciam na eficiência da gestão pública do CEFET/MG, na percepção dos seus gestores e servidores públicos, a partir do modelo de COSO (1997). A pesquisa é descritiva, quantitativa, um estudo de caso com a aplicação de questionários e análise regressão múltipla. Percebeu-se que o tempo de trabalho na Instituição e na função influencia a avaliação dos agentes acerca dessa eficiência e aqueles mais novos avaliaram-na melhor. Entretanto, os agentes com mais de 20 anos na função avaliaram melhor o construto de Risco. Os agentes com menos de um ano de trabalho analisaram mais negativamente a Atividade de Controle do Centro. Assim, a ótica dos agentes sofre impacto do tempo em que já trabalham na Instituição. Concluiu-se que o SCI é considerado eficiente e que modelo de COSO pode ser ajustado à essas organizações.


Palavras-chave


Controladoria; Controles Internos; Modelo de COSO; Eficiência; CEFET/MG

Texto completo:

PDF | 103-120 |


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rcc.v6i1.33374

Revista Contabilidade e Controladoria [RC&C] - ISSN 1984-6266
Avenida Prefeito Lothário Meissner, 632 - Campus III
CEP 80210-070, Curitiba, PR, Brasil