Open Journal Systems

UMA AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DOS SISTEMAS DE INCENTIVOS NO DESEMPENHO ECONÔMICO DAS EMPRESAS LISTADAS NO IBRX-50 DA BM&FBOVESPA

Guillermina Tannuri, Sueli Farias, Ernesto Fernando Rodrigues Vicente, Hans Michael van Bellen, Luiz Alberton

Resumo


As organizações estão inseridas em um mercado exigente e competitivo, e nesse contexto, buscam alternativas estratégicas a fim de obter bons resultados; e um dos desafios consiste em fazer com que os colaboradores atuem de forma a alinhar suas metas pessoais às da organização, conforme abordagem da teoria da agência de Jensen e Meckling. Nesse sentido, como forma de motivar e obter o comprometimento dos colaboradores, as organizações concedem inúmeros benefícios como participação nos lucros, benefícios pós-emprego, remuneração baseada em ações entre outros. O objetivo desta pesquisa consiste em avaliar efeitos perceptíveis no desempenho econômico das empresas listadas no Índice Brasil IBrX-50 da Bovespa decorrentes do tipo e quantidade de incentivos concedidos aos empregados entre os anos de 2006 a 2010. A metodologia utilizada consistiu em coletar as notas explicativas e as demonstrações consolidadas dessas empresas e aplicar testes estatísticos para comparar o desempenho médio de acordo com tipos e quantidades de benefícios oferecidos. Os resultados demonstraram que apenas em alguns anos, as empresas que ofereceram mais tipos de benefícios, apresentaram maiores índices de rentabilidade. Concluiu-se que, embora as organizações tenham aumentado a quantidade de benefícios concedidos no decorrer dos anos pesquisados, estatisticamente, os dados não apresentaram evidências para afirmar que o desempenho econômico das empresas é afetado pelos benefícios oferecidos aos seus empregados em todos os períodos analisados.

Palavras-chave


Desempenho econômico; Sistemas de incentivos; Benefícios aos empregados

Texto completo:

PDF | 8 - 27 |


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rcc.v5i1.27292