Open Journal Systems

Transformação e diferenciação dos agroecossistemas da região oeste de Santa Catarina / BR

Oscar José Rover, Carlos Eduardo Arns, Juliano Vitória Domingues

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de descrever e analisar o processo histórico de ocupação da região Oeste de Santa Catarina, constituída por diferentes grupos sociais, implementando diferentes modos de ocupação e uso dos recursos naturais. Entender esse processo auxilia na compreensão do desenvolvimento atual do território, assim como de potenciais e riscos para seu desenvolvimento futuro. O estudo utilizou a teoria dos sistemas agrários para compreender as dinâmicas de diferenciação e transição dos modos de produção no território. Para tanto, fez uso de uma metodologia qualitativa, com recurso a documentos históricos e acadêmicos sobre a região, e análise de conteúdo destes documentos, além do uso de observação participante e não participante. Se conclui pela pertinência da metodologia de diagnóstico e análise dos sistemas agrários para o entendimento da diferenciação e transição de modos de produção em contextos territoriais específicos. A dinâmica histórica do Oeste de SC permitiu identificar um processo de complexificação dos sistemas agrários, com crescente dependência de fatores externos. Ao mesmo tempo se identificou que alguns desses fatores seriam chaves para uma transição sustentável no desenvolvimento do território.


Palavras-chave


sistemas agrários; territórios rurais; oeste catarinense; agricultura familiar e camponesa; desenvolvimento rural

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v62i0.86649