“Capital do Petróleo”: olhares transversais de professores da rede pública e suas perspectivas para a educação ambiental

Rafael Nogueira Costa, Fátima Teresa Braga Branquinho, Celso Sánchez, Giuliana Franco Leal

Resumo


Este artigo tem como objetivo investigar como os olhares de professores sobre a suposta “Capital do Petróleo” contribuem para se fazer uma reflexão sobre uma Educação Ambiental contextualizada à realidade local. Para isso, considera-se a produção cinematográfica como um espaço para formação dialógica e horizontal. Dessa forma, os docentes descrevem, conectam e analisam os ecossistemas de acordo com os impactos da atividade petrolífera com base na teoria ator-rede. As perspectivas transversais trazem contribuições a fim de se pensar em práticas horizontais, coletivas e compartilhadas sobre a realidade local. A experiência foi favorável como processo, para a compreensão de um mundo comum, ao ampliar as interpretações da realidade, para além da visão dicotômica entre sociedade e ambiente, contribuindo, assim, para a formação continuada de professores/as.


Palavras-chave


teoria ator-rede; cinema; Macaé; formação continuada; educomunicação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v52i0.62714



Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109

Flag Counter   

 Licença Creative Commons
Desenvolvimento e Meio Ambiente de https://revistas.ufpr.br/made está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.ufpr.br/made/about.