Transformações nos sistemas de produção familiares diante a implantação do cultivo de dendê na Amazônia Oriental

Edfranklin Moreira da Silva, Lívia de Freitas Navegantes-Alves

Resumo


Neste artigo, analisam-se as mudanças nos sistemas de produção familiares ao longo de suas trajetórias produtivas, enfatizando-se as transformações ocorridas em função da implantação da dendeicultura nesses sistemas na Amazônia Oriental. A pesquisa foi realizada no Nordeste Paraense (principal área de expansão de dendezais), onde foram aplicados 162 questionários junto a agricultores familiares integrados às agroindústrias de dendê. Realizou-se também análise retrospectiva em 10 estabelecimentos agrícolas. Como principais resultados, obteve-se a identificação de cinco tipos de sistemas de produção, combinando-se a cultura do dendê com atividades como o cultivo de anuais, sistemas agroflorestais (SAF), pimenta do reino e a criação de bovinos. Na análise de trajetória, a tipologia revelou três grupos de trajetórias: 1) trajetória das anuais e com tendência à especialização no cultivo do dendezeiro; 2) trajetória das perenes (destaque para a pimenta do reino e frutíferas em SAF) e dendê e; 3) trajetória da pecuária e dendê. O que diferenciam as trajetórias são as estratégias desenvolvidas por cada família para garantir sua reprodução social por meio da agricultura. Conclui-se que a implantação da dendeicultura provocou transformações na estrutura, organização e trajetória dos sistemas de produção, mas as mudanças não são apenas práticas. Ocorreram, também, mudanças no campo simbólico, pois o sistema de integração representa, para os agricultores familiares, a “modernidade”, por dispor de todo um aparato financeiro e tecnológico o qual culturas tradicionais na região, como a atividade da mandioca, não possuem. Assim, para os agricultores, observou-se que a dendeicultura representa a principal alternativa para o desenvolvimento.


Palavras-chave


trajetórias produtivas; agricultura familiar; dendeicultura; Amazônia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v40i0.47330



Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109

Flag Counter   

 Licença Creative Commons
Desenvolvimento e Meio Ambiente de https://revistas.ufpr.br/made está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.ufpr.br/made/about.