Open Journal Systems

Educação patrimonial e a dissolução das monoidentidades

Rodrigo Manoel Dias da Silva

Resumo


O presente artigo objetiva compreender os sentidos atribuídos às políticas culturais brasileiras e seus empenhamentos pedagógicos, principalmente quanto à educação patrimonial. Por meio de uma análise sociológica, o autor aborda uma transição atinente às políticas e práticas de educação patrimonial, identificando um deslocamento em suas posições institucionais: de discursos monoidentitários, próprios do Nacionalismo Moderno, a processos políticos de reconhecimento e democratização cultural.

 

Palavras-chave: educação patrimonial; políticas culturais; identidade; reconhecimento

Palavras-chave


Educação patrimonial; Políticas culturais; Identidade; Reconhecimento.

Texto completo:

PDF DOI