ANÁLISE DOCUMENTAL NAS TESES DE ENFERMAGEM: TÉCNICA DE COLETA DE DADOS E MÉTODO DE PESQUISA

Selma Regina de Andrade, Márcia Danieli Schmitt, Bruna Carla Storck, Talita Piccoli, Andriela Backes Ruoff

Resumo


Objetivo: caracterizar a utilização da análise documental em teses defendidas nos Programas de Pós-Graduação em Enfermagem no Brasil. Método: estudo bibliométrico realizado no Banco de Teses da Coordenação de Aperfeiçoamento Pessoal de Nível Superior e na Plataforma Sucupira, no mês de janeiro de 2017. Das 463 teses encontradas, 95 corresponderam ao objetivo do estudo, sendo organizadas e analisadas, de fevereiro a junho de 2017, no Microsoft Excel®, contendo os itens: Instituição de Ensino Superior; título, autores, ano e orientador; referencial teórico; tipo/natureza da pesquisa; documento analisado, técnicas/métodos complementares e uso da análise documental. Resultados: a análise documental está sendo utilizada predominantemente como técnica de coleta e análise de dados, de modo complementar outras técnicas, e pouco aplicada como método. Das teses, 61 (64,21%) tiveram delineamento qualitativo. Conclusão: a análise documental possibilita a formulação de evidências empíricas ao examinar documentos elaborados pela enfermagem, contribuindo para o seu fortalecimento como profissão.


Palavras-chave


Pesquisa em Enfermagem; Bibliometria; Documentos.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v23i1.53598 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133