PRÁTICA EDUCATIVA DE ENFERMEIRAS NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE, PARA O DESENVOLVIMENTO INFANTIL SAUDÁVEL

Mayara de Melo Pereira, Thiffany Pestana da Penha, Daniele de Souza Vieira, Elenice Maria Cecchetti Vaz, Nathaniely Cristina Carvalho de Brito Santos, Altamira Pereira da Silva Reichert

Resumo


 

 O objetivo desse estudo foi identificar a concepção de educação em saúde que norteia a prática educativa de enfermeiras que atuam na Atenção Primária à Saúde, visando à promoção do desenvolvimento infantil saudável. Os dados foram coletados de setembro de 2012 a janeiro de 2013, por meio de entrevista realizada com 10 enfermeiras que atuam na Estratégia Saúde da Família no município de João Pessoa-Paraíba. O material empírico foi tratado a partir de análise categorial temática. Percebeu-se que há enfermeiras que desconhecem a essência do processo de educação em saúde, mantendo concepções biologicistas, enquanto outras referem desenvolver prática educativa somente durante a consulta de puericultura, porém, não contempla a estimulação do desenvolvimento neuropsicomotor. Diante disso, surge a necessidade de despertar o pensar/agir dessas enfermeiras, a fim de ampliar o conceito de educação em saúde e implementá-las na vigilância do desenvolvimento infantil para transformar suas práticas.


Palavras-chave


Educação em saúde; Atenção primária à saúde; Desenvolvimento infantil; Enfermagem pediátrica.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v20i4.41649 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133