Open Journal Systems

Dinâmica da capacidade tecnológica ambiental: uma análise entre países desenvolvidos e em desenvolvimento (1990-2015)

Rosa Livia Gonçalves Montenegro, Amanda Rodrigues Leone, Ricardo Andersom Ventura

Resumo


A literatura sobre sistemas nacionais de inovação (SNIs) destaca que os investimentos em inovação ambiental são influenciados pela magnitude das características multidimensionais de cada nação. Para construírem as bases possíveis ao desenvolvimento tecnológico ambiental, os países precisam avançar em várias questões referentes à infraestrutura científica, tecnológica, educacional e sanitária. Nesse contexto, o presente artigo teve como objetivo investigar a evolução de diferentes características de 40 países (desenvolvidos e em desenvolvimento), no período de 1990 a 2015, considerando um conjunto de variáveis extraído dos bancos de dados da OCDE e do Banco Mundial. Para tanto, a metodologia aplicada baseou-se em Análise de Componentes Principais (ACP) e em um modelo de regressão com dados em painel. Os resultados revelaram que as características científicas e as emissões de gases foram fatores determinantes para o desempenho inovativo ambiental dos países, especialmente os países desenvolvidos, ao longo dos anos. Ademais, observou-se esforços dos países em desenvolvimento, como por exemplo, Brasil, China e Índia, em prol de um novo paradigma tecnológico ambiental.


Palavras-chave


inovação ambiental; países desenvolvidos; países em desenvolvimento; análise de componentes principais; análise de dados em painel

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v62i0.84233