Áreas Protegidas e populações humanas: valor ambiental e manejo sustentável em uma comunidade rural do sul da Bahia, Brasil

Damile de Jesus Ferreira, Christiana Cabicieri Profice

Resumo


O objetivo deste trabalho foi compreender a percepção ambiental dos moradores da comunidade rural do Barrocão (Uruçuca-BA), localizada no entorno do Parque Estadual da Serra do Conduru (PESC), com a finalidade de descrever a relação que os moradores adquiriram com os recursos naturais, a importância que é atribuída aos elementos naturais e suas diferentes formas de manejo. O estudo é uma pesquisa quali-quantitativa, que emprega a fenomenologia como sua matriz teórico-metodológica. O método de coleta foi o uso de entrevistas semiestruturadas com 13 moradores integrantes da Associação Comunitária Doces Segredos da Floresta. As análises mostraram que os moradores apresentam uma visão sistêmica do meio ambiente, correlacionando a produção da água diretamente com a presença dos fragmentos florestais. Evidenciou-se a responsabilidade socioambiental por parte da comunidade, devido à dependência dos recursos naturais para sobrevivência, além da necessidade do cuidado com o seu lugar. Os moradores apresentaram técnicas de produção que visam à maximização do reaproveitamento, aliadas à discussão da necessidade do cultivo de orgânicos.


Palavras-chave


percepção ambiental; manejo sustentável; agricultura orgânica; Unidades de Conservação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v52i0.63753



Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109

Flag Counter   

 Licença Creative Commons
Desenvolvimento e Meio Ambiente de https://revistas.ufpr.br/made está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.ufpr.br/made/about.