A comunidade de Zona Lacandona e as áreas naturais protegidas em seu território

Héctor Calleros-Rodríguez, Maria Lourdes Guevara-Romero

Resumo


Este artigo analisa a complexa relação entre o homem e a natureza. Analisa, sobretudo, os problemas apresentados nas Áreas Naturais Protegidas (ANP) localizadas em territórios indígenas. O artigo levanta duas hipóteses: i) a existência de ANPs na Selva Lacandona é produto da política ambiental mexicana que, durante quarenta anos, havia definido a selva como uma região de preservação da biodiversidade, porém, tal política ambiental gera relações de poder nas áreas em que atua; ii) a relação homem-natureza, que neste artigo se refere à relação entre a comunidade indígena (Comunidade Zona Lacandona - CZL) e as ANPs, apresenta as tensões que surgem devido ao tamanho e às necessidades das populações que vivem nessas áreas, mais que das relações de poder. Com base em uma análise da alteração do uso do solo e do crescimento populacional, o artigo apresenta dados atuais que confirmam a deterioração da cobertura florestal. O artigo é baseado nas pesquisas de campo realizadas na Selva Lacandona nos anos de 2008, 2010 e 2015.

Palavras-chave


uso do solo; áreas naturais protegidas; México; Comunidade Zona Lacandona

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v38i0.45362



Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109

Flag Counter   

 Licença Creative Commons
Desenvolvimento e Meio Ambiente de https://revistas.ufpr.br/made está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.ufpr.br/made/about.