Planejamento Espacial Marinho na Ásia e no Caribe: aplicações e implicações para a gestão das pescarias e dos recursos marinhos

Robert S. Pomeroy, Kimberly Baldwin, Patrick McConney

Resumo


O Planejamento Espacial Marinho (MSP) surgiu como uma abordagem fortemente promovida para implementar a gestão integrada das áreas costeiras e marinhas. Está relacionada à gestão baseada no ecossistema (EBM), à abordagem ecossistêmica para as pescarias (EAF), aos sistemas geográficos de informação (GIS), às áreas marinhas protegidas (MPAs), entre outros. Embora o MSP recebeu atenção em nível global, seu uso parece ser menos proeminente nos Estados-ilha em desenvolvimento (SIDS) e outros países em desenvolvimento, com relação aos países desenvolvidos. O objetivo deste artigo é discutir as implicações e as aplicações práticas do MSP enquanto um paradigma para a gestão dos recursos marinhos na Ásia e no Caribe. De que forma o MSP se ajusta à gama de paradigmas de gestão existentes? Onde e como ele pode ser melhor utilizado para a gestão integrada dos recursos? Quais são os desafios para a sua implementação? São apresentados e discutidos alguns exemplos de uso do MSP e do zoneamento marinho.

Palavras-chave


Ásia; Caribe; planejamento espacial marinho

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v32i0.35627

Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109

Flag Counter