Dal Centro Storico alla Città Storica: la dimensione progettuale della conservazione − Il caso di Roma

Elio TRUSIANI

Resumo



Com a adoção do Plano Regulador, Roma finalmente adquiriu uma nova perspectiva para construir o
seu desenvolvimento, partir de um sistema histórico-ambiental tutelado e valorizado (base concreta da
sustentabilidade), valorizando a reorganização funcional e espacial das suas estruturas subterrâneas.
Uma cidade projetada em uma dimensão metropolitana e organizada segundo um modelo policêntrico
no qual se chama atenção aos trabalhos regulares e superamentos do velho conceito de centro histórico,
conjugado à parte mais antiga do centro urbano, e a assunção do conceito de cidade histórica compreende um universo mais vasto e difuso no território (do medieval ao Renascimento ao Novecentos).
Um método inovador de leitura da cidade, não mais por zonas homogêneas mas por tecidos − isso permite
superar o modo de tratamento unitário por zonas inteiras e lê-las ao invés de diferenciá-las, sobretudo em
uma cidade como Roma, e para tanto ler as atuais exigências de transformação, procurando conferir, ou
restituir, ao final cidade histórica a difícil tarefa de regular a valorização, orientar as estratégias de
requalificação, construir as condições do projeto, recuperando, em tal sentido, a dimensão projetual da
conservação.


Resumo


Con ladozione del Piano Regolatore, Roma ha finalmente una nuova prospettiva per costruire il suo
sviluppo allinterno di un sistema storico-ambientale tutelato e valorizzato, base concreta della
sostenibilità, finalizzato alla riorganizzazione funzionale e spaziale delle sue strutture insediative. Una
città proiettata in una dimensione metropolitana e organizzata secondo un modello policentrico, in cui si
pone allattenzione degli addetti ai lavori il superamento del vecchio concetto di centro storico, legato
alla parte più antica del centro urbano, e lassunzione del concetto di città storica, comprendente un
universo più vasto e diffuso nel territorio (dal medioevo al Rinascimento al Novecento). Un metodo
innovativo di lettura della città: non più per zone omogenee ma per tessuti − questo permette si superare
il modo di trattamento unitario per intere zone e leggerne invece le differenze, soprattutto in una città
come Roma, e pertanto leggerne le attuali esigenze di trasformazione, cercando di conferire, o restituire,
al termine città storica il difficile compito di regolare la valorizzazione, orientare le strategie di
riqualificazione, costruire le condizioni del progetto, recuperando, in tal senso, la dimensione progettuale
della conservazione.


Palavras-chave


cidade histórica; centro histórico; conservação; cittá storica; centro storico; conservazione.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v9i0.3084



Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109

Flag Counter   

 Licença Creative Commons
Desenvolvimento e Meio Ambiente de https://revistas.ufpr.br/made está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.ufpr.br/made/about.