O desenvolvimento da ecologia no Brasil

Rogério Parentoni MARTINS, Carlos Araújo LIMA

Resumo



Para o desenvolvimento da ecologia no país é necessário considerar quatro problemas fundamentais: 1. A
restrita contribuição dos ecólogos brasileiros para desenvolvimento teórico da ecologia; 2. As dificuldades
que os integrantes dos programas de pós-graduação têm em reconhecer a identidade intelectual da ecologia
e desenhar os contornos que definem sua abrangência; 3. Envolvimento de profissionais sem formação
ecológica específica, por exemplo, engenheiros sanitários, agrônomos e florestais, arquitetos, sociólogos
e pedagogos em práticas ambientais, muitas vezes exercendo atividades no âmbito da competência de
ecólogos, mas ignorando conhecimentos ecológicos fundamentais para as soluções que propõem; 4. Por
isso mesmo, os ecólogos devem entender não só a necessidade de uma abordagem interdisciplinar dos
problemas ambientais, mas também identificar e diferenciar o papel efetivo da teoria ecológica na construção
e aplicação do conhecimento interdisciplinar.


Abstract


Four shortcomings prevent the improvement of ecology in Brazil: 1. Brazilian ecologists are not contributing
significativelly to theoretical ecology; 2. Members and students of gratuate programs in ecology have
difficulties to recognize the identity of ecology; 3. Non-ecologists working on environmental problems
lack fundamental knowledge in ecology; 4. Ecologists do not recognize interdisciplinarity as essencial to
solve environmental problems.


Palavras-chave


Desenvolvimento da ecologia; Interdisciplinaridade; Teoria ecológica; Ecology improvement; Interdisciplinarity; Ecology Theory

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v1i0.3059

Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109

Flag Counter