Comunidades locais, recursos naturais e mercado global

Gabriela Lichtenstein

Resumo


Este trabalho versa sobre o espaço de encontro entre políticas públicas de conservação da biodiversidade,redução da pobreza e produção agropecuária, e as diferentes agendas e perspectivas dos atoressociais envolvidos, tanto do nível internacional como do nível local. Como estudo de caso, são utilizadosos projetos de manejo das vicunhas (Vicugna vicugna) para a comercialização de fibra por parte dascomunidades andinas da Argentina, do Chile, do Peru e da Bolívia. As vicunhas são camelídeos que, na década de 1960, estiveram à beira da extinção, não só devido a sua característica de recurso de usocomum (RUC), juntamente com a situação de acesso livre, mas também pelo elevado valor de sua fibrano mercado internacional. A espécie foi recuperada graças aos esforços internacionais, nacionais e locaisde conservação. Após uma etapa de proteção estrita, o Estado começou a promover o uso sustentável daespécie em benefício dos povos andinos. Contudo, dado o elevado valor da fibra no mercado internacionale da ausência de uma legislação adequada, nos últimos anos a fibra de vicunha se converteu em umacommodity fazendo com que a agenda “produtivista” de outros atores sociais, diferentes dos supostosbeneficiários dos projetos, comece a ter mais força. O trabalho ilustra o complexo vínculo existenteentre as comunidades locais que manejam um recurso de alto valor econômico com o mercado global,bem como a necessidade de políticas públicas que promovam uma distribuição mais equitativa dosbenefícios em projetos que pretendam unir a conservação da biodiversidade com a redução da pobreza.

Palavras-chave


conservação; redução da pobreza; políticas públicas; vicunhas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/dma.v21i0.15877



Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109

Flag Counter   

 Licença Creative Commons
Desenvolvimento e Meio Ambiente de https://revistas.ufpr.br/made está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.ufpr.br/made/about.