Open Journal Systems

A análise de descrições definidas e adjetivos quando usados como predicados adjuntos

Ana Paula Gomes

Resumo


Este artigo toma posição em defesa da distinção (lexical, em
termos de classes nominais) entre nomes contáveis e massivos,
dado que ela marca tangivelmente os produtos de operações
de número e medição sobre denotações nominais. Os dados
empíricos analisados são sentenças do PB (português do Brasil)
com DDs (descrições definidas), na restrição do quantificador
“todo” ou não. Defendemos que os dados do PB reiteram a
análise tradicional, uma vez que a distinção entre massivos e
contáveis é capaz de explicar a distribuição do quantificador
“todo” e a interpretação de DDs dentro e fora de sua restrição.

Palavras-chave


sintagmas de medição extensiva; massivo versus contável; todo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v72i0.7549