UM MOURO LÊ MACHADO DE ASSIS

Cleverson Carneiro

Resumo


Este artigo enfoca a problemática classificação da obra de Salman
Rushdie como Commonwealth Literature. Para Rushdie, o
diálogo entre as literaturas do Terceiro Mundo é o caminho
para a superação do segregacionismo cultural que atinge a
literatura dos países em desenvolvimento. Evidenciando essa
proposta de cruzamento cultural na obra do autor, analisam-se
aqui as relações entre o seu O último suspiro do mouro e a obra
de Machado de Assis.

Palavras-chave


Multiculturalismo; Salman Rushdie; Machado de Assis; Multiculturalism; Salman Rushdie; Machado de Assis

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v67i0.5525

Revista Letras - ISSN 0100-0888 (versão impressa) e 2236-0999 (versão eletrônica)

 

Licença Creative Commons
Revista Letras está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.