PASSEANDO PELOS PARQUES DE CORTÁZAR

Susan Blum Pessôa de Moura

Resumo


Neste artigo procuro resumir as idéias principais de espaço em
Cortázar, idéias que foram apresentadas durante o evento de
extensão Abrindo a porta para ir jogar na Universidade
Federal do Paraná. O espaço analisado envolve não somente o
texto literário em si, como também a etimologia de angústia
(um sentimento comum na obra de Cortázar) e, em um
prenúncio de estética da recepção, um envolvimento do leitor
em seu espaço empírico e na sua relação com o objeto livro.
Cortázar, em seus escritos, mostra a relevância de um leitor
ativo e cúmplice. Para essa apresentação buscou-se ilustrar
esse envolvimento espacial com uma litografia do desenhista
Escher que trabalha com um elemento comum aos dois autores:
o surrealismo e a subversão do espaço.

Palavras-chave


Cortázar; espaço; surrealismo; Escher; Cortázar; space; surrealism; Escher

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v66i0.5106

Revista Letras - ISSN 0100-0888 (versão impressa) e 2236-0999 (versão eletrônica)

 

Licença Creative Commons
Revista Letras está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.