Open Journal Systems

A AMBIVALÊNCIA DO IDEALISMO CLASSICIZANTE NA POESIA PARNASIANA BRASILEIRA

Fernando C. Gil

Resumo


Este ensaio analisa a convenção clássica na poesia parnasiana. Sugere que a representação poética classicizante problematizaria os impasses e as contradições da poesia e do poeta no Brasil no final do século XIX. Do ponto de vista desse estudo, a poesia parnasiana conjuga paradoxalmente uma imagem sagrada da arte a um desejo de exibição pública de si mesma.

Palavras-chave


Poesia brasileira; poesia parnasiana; poesia e história

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v52i0.18941