Open Journal Systems

Composição e organização da clientela escolar em escolas municipais brasileiras: o que dizem os diretores

Sandra Maria Zákia Lian Souza, Angela Maria Martins

Resumo


Com base na análise das respostas dos diretores de escolas municipais do país ao questionário contextual da Prova Brasil 2015, buscou-se conhecer critérios assumidos para a composição da clientela, nos estabelecimentos escolares, e sua organização por turmas, e refletiu-se sobre eventuais implicações das práticas adotadas para a democratização da educação. Trata-se de estudo exploratório das manifestações dos diretores, as quais foram tratadas por meio da quantificação da frequência das alternativas assinaladas no questionário, seguido da interpretação de seus conteúdos, com base em aportes de literatura correlata. O estudo traz pistas que indicam tendência à adoção, pelas escolas, de processos inclusivos de acolhimento e de alocação dos alunos, que expressam práticas democratizantes de gestão escolar. Registra, no entanto, limitações enfrentadas na análise das informações decorrentes de imprecisões presentes na formulação das questões.


Palavras-chave


Gestão escolar, Desigualdade escolar, Questionários contextuais, Clientela escolar, Composição de turmas.

Texto completo:

PDF