Open Journal Systems

PREVALÊNCIA E FATORES PESSOAIS ASSOCIADOS À VIOLÊNCIA AUTOPROVOCADA EM ADOLESCENTES

Kalyne Araújo Bezerra, Joyce de Sousa Lima, Gustavo de Oliveira Tavares, Vinicius Rodrigues de Oliveira, Soraya Maria de Medeiros, Jonas Sâmi Albuquerque de Oliveira

Resumo


Objetivo: identificar a prevalência e os fatores pessoais associados à violência autoprovocada em adolescentes.

Método: estudo observacional analítico, do tipo transversal. A população foi composta pelas notificações de violência interpessoal ou autoprovocada em adolescentes no Brasil, oriundas do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Foram incluídas as notificações ocorridas entre 2009 e 2021 no Brasil, em adolescentes de 10 a 19 anos. Os dados foram analisados com estatística descritiva e inferencial.

Resultados: a prevalência de violência autoprovocada foi de 27,39% no Brasil. Adolescentes pretos aumentam a prevalência de violência autoprovocada em 3%, e os pardos e indígenas em 2%; mais de 8 anos de escolaridade constitui fator de proteção em relação à violência autoprovocada, reduzindo em 12% a prevalência de violência autoinfligida.

Conclusão: os resultados indicam a necessidade de que sejam traçadas políticas e estratégias eficazes que auxiliem no cuidado a esse público.


Palavras-chave


Comportamento autodestrutivo; Fatores de risco; Fatores de proteção; Saúde do adolescente; Sistemas de informação em saúde.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/ce.v29i0.92172