IDOSOS VINCULADOS À ATENÇÃO DOMICILIAR DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: CARACTERIZAÇÃO, MORBIDADES E ACESSO AOS SERVIÇOS

Gilmara Ramos, Mariane Lurdes Predebon, Fernanda Laís Fengler Dal Pizzol, Juana Vieira Soares, Lisiane Manganelli Girardi Paskulin, Idiane Rosset

Resumo


Objetivo: analisar idosos que recebem Atenção Domiciliar da Atenção Primária quanto às variáveis sociodemográficas, morbidades e acesso aos serviços de saúde por sexo e faixa etária.
Método: estudo transversal analítico com 124 idosos da Atenção Domiciliar Tipo 1, realizado entre 2018 e 2019 através de visita domiciliar. Foi aplicado questionário sobre dados socioeconômicos, morbidades e acesso aos serviços. Utilizou-se os testes t-Student, Mann-Whitney, qui-quadrado e exato de Fisher.
Resultados: a média de idade foi de 82,8 anos e predominou o sexo feminino. A maioria dos idosos mais velhos estudou de zero a quatro anos e era viúva. Dentre as morbidades, a hipertensão prevaleceu e a artrose apresentou associação significativa com o sexo feminino (p=0,004). Em relação ao acesso, as mulheres recebiam visita domiciliar com menor frequência (p=0,033).
Conclusão: esses dados poderão subsidiar a implementação de intervenções, além de identificar possíveis melhorias nessa modalidade de atendimento.


Palavras-chave


Idoso; Atenção Primária à Saúde; Enfermagem; Assistência Domiciliar; Acesso aos Serviços de Saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v26i0.73818 ';



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133