Open Journal Systems

GESTÃO DE ALTA PARA A CONTINUIDADE DO CUIDADO: EXPERIÊNCIA DAS ENFERMEIRAS DE LIGAÇÃO DE PORTUGAL

Maria Manuela Martins, Gisele Knop Aued, Olga Maria Pimenta Lopes Ribeiro, Maria José Santos, Maria Ribeiro Lacerda, Elizabeth Bernardino

Resumo


Objetivo: descrever as atividades de continuidade do cuidado desenvolvidas pelas enfermeiras de ligação nos serviços
hospitalar. Método: estudo descritivo, exploratório, realizado de setembro/2016 a março/2017, em 15 hospitais de
Portugal, com 107 enfermeiras. Os dados foram coletados com um questionário semiestruturado e analisados por
meio das frequências absolutas. Resultados:51 (47,7%) dos pacientes que necessitam de cuidados continuados são
identificados por médicos e enfermeiras assistenciais, 69 (64,5%) utilizam critérios para a identificação dos riscos
para a alta do paciente. Os elementos considerados no planejamento de alta são: reabilitação motora e funcional,
54 (30,86%); e preparo do cuidador, 41 (23,43%). As transferências das informações para continuidade do cuidado
ocorrem majoritariamente por correio eletrônico, 58 (25,55%). Conclusão: as atividades para a continuidade do cuidado
não são homogêneas entre os profissionais que realizam atividades de ligação, mas contribuem para estratégias mais
consolidadas para o enfrentamento da descontinuidade do cuidado.


Palavras-chave


Enfermagem; Gerenciamento da prática profissional; Continuidade da assistência ao paciente; Alta do paciente.

Texto completo:

PDF PDF (English)