RELAÇÕES SOCIAIS E DIMENSÕES ÍNTIMAS DE IDOSOS AFETADOS POR HANSENÍASE

Lucian da Silva Viana, Maria Isis Freire de Aguiar, Italo Rodolfo Silva, Nair Portela Silva Coutinho, Dorlene Maria Cardoso de Aquino

Resumo


Objetivou-se avaliar relações sociais e íntimas de pessoas idosas com hanseníase. Abordagem quantitativa, com 60 idosos em dois Programas de Controle da Hanseníase, em uma capital do nordeste brasileiro, utilizando o Domínio das Relações Sociais do World Health Organization Quality of Life – bref e a faceta Intimidade do World Health Organization Quality of Life – older adults, com análise estatística descritiva. A coleta de dados ocorreu entre dezembro de 2012 e junho de 2013. No Domínio das Relações Sociais, a satisfação foi de 85% nas relações pessoais, 78,3% no suporte social e 60% em atividade sexual. Na Faceta Intimidade, os idosos apresentaram menor satisfação. As Relações Sociais dos idosos com hanseníase apresentou alto escore devido à rede de apoio social, trazendo expressiva satisfação e se refletindo na sua qualidade de vida. Conclui-se sobre a importância da Enfermagem articular estratégias de práticas educativas e de cuidados à pessoa idosa e com hanseníase.

Palavras-chave


Relações interpessoais; Idoso; Enfermagem; Hanseníase.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v20i4.41587 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536