VISÃO DE MÃES SOBRE A HUMANIZAÇÃO NO ATENDIMENTO DA CRIANÇA NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

Kálya Yasmine Nunes de Lima, Akemi Iwata Monteiro, Ana Dulce Batista dos Santos, Gabriela Bezerra Teixeira

Resumo


Estudo qualitativo desenvolvido em uma Unidade de Saúde da Família em 2010 com o objetivo de discutir
a humanização do atendimento à criança na visão de mães à luz da Política Nacional de Humanização. Os dados foram
coletados por meio de formulário aplicado à 12 mães acompanhantes; o enfermeiro foi apontado como o profissional que
mais atende a criança. A falta de privacidade, durante o atendimento, as filas de espera, o ambiente inadequado para crianças
e responsáveis são fatores que não contribuem para a humanização do atendimento. Há pouco estímulo à participação
das mães nas consultas e falhas na comunicação interpessoal entre profissionais e usuários. Para as participantes alguns
problemas identificados na Unidade são de fácil resolução tendo por intuito humanizar o atendimento.


Palavras-chave


Humanização da assistência; Saúde da criança; Atenção primária à saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i3.33570 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133