SIGNIFICADOS DA PRÁTICA EDUCATIVA EM UNIDADE DE DESINTOXICAÇÃO QUÍMICA

Maria Helena Gehlen, Silomar Ilha, Rossana da Rosa Walter, Maristel Kasper Grando, Juliana Silveira Colomé

Resumo


O presente estudo objetivou conhecer o significado atribuído por acadêmicos de enfermagem sobre a prática educativa desenvolvida em uma unidade de desintoxicação química. Trata-se de uma pesquisa exploratória, descritiva, de caráter qualitativo, desenvolvida com 40 acadêmicos de uma instituição privada de ensino superior da Região Central do Rio Grande do Sul, no período de agosto a dezembro de 2010. Os dados analisados resultaram nas categorias: Atribuindo significado à prática educativa e A expressão subjetiva da prática educativa na promoção do autocuidado. Os significados da prática educativa dos acadêmicos apontam para uma possível mudança de paradigma no que se refere à formação de enfermeiros para atuarem como educadores em saúde e sinalizaram para experiências subsidiadas por enfoques participativos que previam o envolvimento ativo de todos os atores sociais envolvidos. Nesta direção, enfatiza-se a necessidade do ensino oportunizar vivências práticas alicerçadas em referencial crítico-reflexivo acerca da dimensão educativa na atuação dos enfermeiros. 

Palavras-chave


Drogas ilícitas; Crack; Educação em saúde; Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i2.32581 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133