Open Journal Systems

PLANTAS MEDICINAIS E ENFERMAGEM: UMA NOVA PERSPECTIVA NO COMBATE AOS RADICAIS LIVRES

Rita Maria Heck, Adriana Roese, Manuelle Arias Piriz, Marcos Klering Mesquita, Teila Ceolin

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi investigar o uso de plantas medicinais com ação antioxidante, por agricultores. Trata-se de um estudo do tipo descritivo e do qual participaram 18 agricultores de base ecológica da Região Sul do Estado do Rio Grande do Sul. O uso de 163 registros etnobotânicos foram identificados sendo que desses, 23 tinham poderes antioxidantes. O acesso às plantas se dá próximo à residência e o uso advém do saber popular, principalmente por meio das gerações familiares. O conhecimento dos princípios científicos das plantas e seus benefícios à saúde podem contribuir para a aproximação do enfermeiro com a população usuária de plantas medicinais, promover a saúde e a qualidade de vida, além de oportunizar o intercâmbio entre o saber científico e o saber popular.

Palavras-chave


Fitoterapia; Enfermería; Radicales libres; Autocuidado; Terapias complementares.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v16i1.21122