QUALIDADE DE VIDA E O TRABALHO SOB A ÓTICA DO ENFERMEIRO

Diana Cecagno, Cláudia M.C. Gallo, Susana Cecagno, Hedi C. H. Siqueira

Resumo


Pensar em qualidade de vida (QV) do profissional enfermeiro e suas relações no trabalho faz-nos refletir acerca da importância que este representa, assim como os diferentes fatores que interferem na QV. OBJETIVO: investigar a percepção de enfermeiros sobre QV relacionada ao trabalho. METODOLOGIA: Este estudo apóia-se numa abordagem quantiqualitativa e foi realizado num hospital escola, de médio porte, numa cidade da região Sul do RS, no mês de junho de 2003. Contemplou 26 enfermeiros que opinaram sobre o assunto por meio de um questionário aberto, aplicado durante o seu turno de trabalho. RESULTADOS: Os resultados obtidos indicam que o constructo QV, na percepção dos entrevistados, está relacionado a múltiplos fatores, dentre eles, saúde, bem estar pessoal e familiar, lazer, educação, moradia, satisfação pessoal e profissional, condições de trabalho e questões financeiras. CONCLUSÃO: Ao término do estudo constatamos que o trabalho tem relevante significado na QV destes profissionais, é singular na vida de cada um, tendo sido atribuído valores diversos na busca de uma melhor condição de vida e ser saudável, do convívio social e da subjetividade. Em busca da tão sonhada QV, 66% dos entrevistados trabalham em dois ou mais turnos e 80,7% tem mais de um emprego.

Palavras-chave


Qualidade de vida; Ocupações em saúde; Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v7i2.1669

 Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133
 
Siga a Revista Cogitare Enfermagem:
 
 
 
  
 https://www.youtube.com/channel/UC2sNflu71WG2-JzMTHIe9QA?view_as=subscriber