REFLETINDO SOBRE QUEM É O CUIDADOR FAMILIAR

Cleide Straub Bicalho, Maria Ribeiro Lacerda, Fernanda Catafesta

Resumo


Trata-se de um ensaio reflexivo sobre o cuidador familiar. As limitações laborais e de consciência do doente quanto ao seu estado podem levá-lo à dependência, momento em que se torna necessário o cuidador familiar que trabalha a favor da recuperação total ou parcial do doente. Alguns aspectos no contexto familiar devem ser considerados como, grau de instrução do cuidador familiar bem como sua experiência prévia com situações de cuidado, e também o próprio contexto. Estes elementos subsidiam a relação enfermeiro-cuidador familiar no ato da orientação para o cuidado. Tem-se com isso que o cuidador familiar é um ser que sofre a limitação de seu ente tanto quanto o próprio doente, sendo uma figura ímpar, sensível, muitas vezes esquecido e ignorado, necessita de atenção para superar-se em suas atribuições como cuidador familiar.


Palavras-chave


Cuidadores; Assistência Domiciliar ; Enfermagem Familiar.Caregivers; Home Care; Family Nursing.Cuidadores; Atención domiciliaria de salud; Enfermería de la familia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v13i1.11972 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133