Open Journal Systems

LIMITES E POSSIBILIDADES DA PERMANÊNCIA DE FAMILIARES EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

Amélia Zavadowski Nascimento, Grasieli Ribeiro, Elizabeth Bernardino, Edinaldo S. de Oliveira

Resumo


Este estudo teve como objetivo geral avaliar os limites e as possibilidades da permanência de familiares em UTI em um hospital privado da região sul do Brasil, onde se pratica a UTI aberta/humanizada. Trata-se de um estudo descritivo, cuja coleta de dados se deu pela aplicação de um questionário a 42 funcionários e 20 familiares, durante o mês de abril de 2007. Os resultados mostram a satisfação dos familiares, sendo a falta de conforto a principal dificuldade por eles identificadas. Mesmo reconhecendo os benefícios para os pacientes, os funcionários indicam, como dificultadores, a falta de infra-estrutura e o despreparo para lidar com a família. O estudo permitiu visualizar os ajustes necessários à manutenção da proposta, incluindo a sensibilização e readequação numérica dos funcionários.


Palavras-chave


Unidades de Terapia Intensiva; Humanização da assistência; Enfermagem familiar

Texto completo:

PDF