O RELACIONAMENTO INTERPESSOAL COMO INSTRUMENTO DE CUIDADO NO HOSPITAL GERAL

Leandro Barbosa de Pinho, Silvia Maria Azevedo dos Santos

Resumo


Este trabalho objetivou sensibilizar a equipe de enfermagem de três unidades de clínica médica de um hospital geral com vistas à utilização da relação interpessoal como instrumento de cuidado. Desenvolvemos duas oficinas com abordagem problematizadora em cada unidade de clínica médica, em dias e horários previamente determinados. A primeira oficina, em cada unidade, abordou o relacionamento de ajuda com base nos referenciais de Travelbee e Rogers; a segunda, a comunicação interpessoal. A problematização evidenciou quatro eixos temáticos: a falta de motivação pessoal, as dificuldades pessoais em lidar com situações limites, as limitações institucionais e o uso intuitivo da relação de ajuda. Consideramos que a discussão constante das particularidades do trabalho hospitalar pode permitir o resgate do sentido do cuidado e do cuidador no contexto da saúde. Também pode contribuir para a construção-reconstrução do conhecimento e da prática da enfermagem e das pessoas que a formam.


Palavras-chave


Saúde do adulto; Empatia; Humanização da assistência

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v12i3.10038 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536