ANÁLISE DE TRANSITIVIDADE EM AMERICA AS BULLRING ARENA, DE JIM MORRISON

Juliana Steil, Maria Elizabeth da Costa Gama

Resumo


O trabalho que aqui se apresenta explora aspectos de ideologia,
como definido por Fairclough (1992), num texto do
estadunidense Jim Morrison. O poeta em questão atuou no
auge da contracultura, movimento social de caráter libertário
dos anos 60. Metodologicamente, o estudo está pautado na
Análise Crítica do Discurso. Fez-se uso da Gramática Funcional
de Halliday (1985; 2004), ferramenta muito utilizada pelos
estudiosos da área de Lingüística Aplicada. Investigou-se, no
poema America As Bullring Arena (MORRISON, 1993), através
da categoria de Transitividade, as relações ideológicas nele
expressas com os valores do contexto em que foi produzido
(contracultura). Os resultados da análise mostram que autor e
o movimento de contracultura estão em concordância de
ideologias. America As Bullring Arena deixa transparecer os
interesses da contracultura.

Palavras-chave


Jim Morrison; análise do discurso; contracultura; discourse analysis; counterculture

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v68i0.6144

Revista Letras - ISSN 0100-0888 (versão impressa) e 2236-0999 (versão eletrônica)

 

Licença Creative Commons
Revista Letras está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.