O TEATRO BRASILEIRO NAS REVISTAS LITERÁRIAS E CULTURAIS DO MODERNISMO: 1922 1932

Christina Barros Riego

Resumo


Este artigo pretende discutir a situação do teatro nacional na
primeira década do Modernismo (1922-1932), período marcado
pelo rápido progresso urbano e pela renovação estética em
diversas manifestações artísticas. Tendo como ponto de partida
o atraso do teatro em relação às outras artes, pretendemos
apontar as causas que impediram o rápido avanço das inovações
teatrais, considerando não apenas a estrutura teatral,
sedimentada no século XIX, mas também as influências do
cinema e do teatro estrangeiro. Além disso, discutiremos as
pontuais mas relevantes tentativas de modernização dos palcos
nacionais, manifestadas tanto nas críticas teatrais como nas
inovações textuais e estruturais.

Palavras-chave


Teatro brasileiro; modernismo; inovações; Brazilian theater; modernism; innovations

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v68i0.6134

Revista Letras - ISSN 0100-0888 (versão impressa) e 2236-0999 (versão eletrônica)

 

Licença Creative Commons
Revista Letras está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.