El animal estalla. Políticas de lo viviente en la narrativa de Clarice Lispector

José Gaston Platzeck

Resumo


O presente texto tem por finalidade um análise de algumas figuras animáis na obra de Clarice Lispector. Vamos nos concentrar em duas figuras: a galinha e a barata. O corpus é composto pelos romances Laços de família, A paixão segundo G.H. e Perto do coração selvagem, os contos “Uma galinha”, “A quinta história” e o texto “O ovo e a galinha”. Nosso objetivo é estabelecer diálogos entre essas figuras animais e algumas reflexões recentes da perspectiva biopolítica. Em nossa leitura, essas figuras animais permitem uma reflexão complexa sobre os marcos de reconhecimento e permitem uma reflexão ontológica sobre a precariedade de animais humanos e não humanos.


Palavras-chave


Clarice Lispector - animalidade- biopolítica

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v98i0.61326

Revista Letras - ISSN 0100-0888 (versão impressa) e 2236-0999 (versão eletrônica)

 

Licença Creative Commons
Revista Letras está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.