CLARICE-ENTRE-SI: A DIVISÃO DO SUJEITO NA CRIAÇÃO POÉTICA

Leticia Pilger da Silva

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar a relação entre os sujeitos literários do livro póstumo de Clarice Lispector, Um sopro de vida (1978): Clarice, Autor e Ângela, que, segundo Benedito Nunes (1995), seria de heteronímia. No entanto, defenderemos que a relação entre eles é de pseudonímia quadrática, termo criado por Giorgio Manganelli e teorizado por Giorgio Agamben (2008), pois Clarice não se separa de seus personagens, mas se confunde a eles. Para isso, serão analisadas a relação entre vida e escrita nos textos clariceanos e a crítica de sua obra, e, a partir disso, a enunciação literária, o estatuto e o poder do autor sobre os textos e sua posterior função de leitor.


Palavras-chave


Clarice; sujeitos literários; pseudonímia quadrática

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v98i0.60985

Revista Letras - ISSN 0100-0888 (versão impressa) e 2236-0999 (versão eletrônica)

 

Licença Creative Commons
Revista Letras está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.