ARTES VISUAIS E PAISAGEM EM GUIMARÃES ROSA

Sibele Paulino, Paulo Astor Soethe

Resumo


A partir da leitura atenta dos manuscritos de João Guimarães
Rosa, percebe-se a presença das artes visuais como objeto de
atenção do escritor. As citações de artistas, críticos e teóricos
da área, além do papel da natureza como norteadora das relações
humanas na obra de Rosa, propiciam uma discussão fecunda
sobre a paisagem. Esta aparece como produto da percepção do
sujeito e como reflexo de um processo ambivalente, em que se
caracteriza a interação entre um sujeito perceptivo e o entorno
que integra. Por fim, a partir dessas considerações, tem-se uma
análise do conto O burrinho pedrês.

Palavras-chave


Paisagem; Guimarães Rosa; Sagarana; Landscape

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v67i0.5526

Revista Letras - ISSN 0100-0888 (versão impressa) e 2236-0999 (versão eletrônica)

 

Licença Creative Commons
Revista Letras está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.