Uma criação falsa: nódoas no mundo lustroso de imitação de vida

Antonio João Teixeira

Resumo


Neste artigo procuro mostrar que o filme Imitação da Vida é
mais do que um típico melodrama familiar hollywoodiano dos
anos cinqüenta, leitura mais corrente do filme. Com esse
propósito, apresento uma proposta de leitura que revela, através
da análise de elementos como mise-en-scène e caracterização,
a subversão de valores do gênero em que o filme se inclui e
uma crítica acerba ao excludente e perverso American way of
life.

Palavras-chave


melodrama hollywoodiano; racismo; subversão; Hollywood melodrama; racism; subversion

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v66i0.5113

Revista Letras - ISSN 0100-0888 (versão impressa) e 2236-0999 (versão eletrônica)

 

Licença Creative Commons
Revista Letras está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.