Open Journal Systems

PADRE VIEIRA E PESSOA: A LÍNGUA PORTUGUESA COMO VEÍCULO DA PÁTRIA DA ESPIRITUALIDADE

Hiudéa Tempesta Rodrigues Boberg

Resumo



O Padre Antônio Vieira e o poeta Fernando Pessoa abraçaram a causa do Quinto
Império sob pontos de vista que se aproximam: o primeiro vislunbrava-o como um
império português, terreno, dominado por uma Igreja ecumênica, enquanto o outro
propunha o império da língua portuguesa, enquanto língua de cultura, uma pátria espiritual,
simultaneamente portuguesa e universal. Seus pontos de vista refletem um contexto
cultural, que foi também assimilado pelos demais povos que têm a língua portuguesa
como oficial, conforme atestam os discursos dos Chefes de Estado dos sete países
falantes, ao criarem a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa CPLP.


Abstract


The priest Antonio Vieira and the poet Fernando Pessoa embraced the Fifth
Empire cause under points of view that approach each other: the first envisioned it as an
earthen Portuguese empire, dominated by a ecumenical church, while the other proposed
a Portuguese language empire, as a language of the culture, a spiritual nation, simultaneously
Portuguese and universal. Their points of view reflect a cultural context, that was also
assimilated by the other countries who have Portuguese as the official language, as
attested by the pronouncements of the Chiefs of State of the seven speaking countries,
at the creation of the Comunidade dos Países de Língua Portuguesa CPLP (Portuguese
Language Countries Community).


Palavras-chave


Profecia; Quinto Império; língua portuguesa; Prophecy; Fifth Empire; portuguese language.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v59i0.2834