D. PERO GOMES BARROSO: TROVADOR SATÍRICO

Alfonso Robl

Resumo


O trovador pertencia à classe nobre. O autor procura precisar, um pouco mais, os diferentes graus da nobreza medieval lusitana, na sua complexa estruturação: a familia real, os acostados da corte, os ricos-homens, os infanções, os cavaleiros e os escudeiros.
A seguir, examina, suscintamente embora, a vida e as cantigas satíricas do trovador português D. Pedro Gomes Barroso, ilustre ricome e privado de Fernando III e Afonso X, reis de Leão e Castela.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v36i0.19267

Revista Letras - ISSN 0100-0888 (versão impressa) e 2236-0999 (versão eletrônica)

 

Licença Creative Commons
Revista Letras está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.