Open Journal Systems

THE SYNTAX OF WATER, DARKNESS AND DEATH IN SYLVIA PLATH'S CROSSING THE WATER

Sigrid Rénaux

Resumo


O artigo faz uma leitura bachelardiana do poema "Crossing the Water", de Sylvia Plath, a fim de determinar a função que a água, como elemento da imaginação material e portanto como imagem poética, exerce no contexto deste poema.

Palavras-chave


Sylvia Plath; Gaston Bachelard; poesia norte-americana contemporânea

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rel.v47i0.19031