Uma moral “corporal” generificada nos manuais escolares franceses de moral e de higiene (1880-1974)

Jacques Gleyse, Avelino Aldo de Lima Neto

Resumo


O estudo dos manuais escolares franceses de Moral e Higiene do final do século XIX ao segundo terço do século XX permite descrever os preconceitos e estereótipos de gênero ligados aos diversos temas presentes nessas obras. As poucas rupturas nelas identificadas estão mais associadas a mudanças nos procedimentos didáticos do que à questão do gênero. Nesse domínio, o tratamento é bastante diferente conforme o sexo. Igualmente distintas são as temáticas encontradas quando se trata do autocuidado, de prescrições e de proibições corporais. Nas recomendações às meninas, são frequentes os assuntos da paciência, do asseio, da temperança, da coragem moral, da ordem, da sobriedade na comida e bebida; nos conselhos aos meninos, surgem as discussões sobre a coragem, a embriaguez, o alcoolismo, as proezas físicas, o suicídio, a mutilação, o trabalho e a preguiça. Os acontecimentos marcantes quanto à situação da mulher no século XX não parecem ter impactado os manuais escolares, tanto em termos dos textos escolhidos como da iconografia, com pouquíssimas exceções.


Palavras-chave


Gênero; Igualdade; Sexo; Moral; Higiene.

Texto completo:

PDF PDF (English)


 

Qualis A1

Publicado pelo Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Contatos: (55) 41- 3535-6207 

E-mail: educar@ufpr.br

E-mail: educar.ufpr2016@gmail.com

Web of Science (Clarivate Analytics)
Scielo
Academia.edu
Directory of Open Access Journals
Periódicos Capes
Google Acadêmico
Pergamum INEP
Latindex
Redalyc
Educ@
Directory of Open Access Scholary Resources
Information Matrix for the Analysis of Journals
Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal

Flag Counter

Contador ativo desde 10/09/2021