Open Journal Systems

Socialização, profissionalização e trabalho de professores iniciantes

Maria Isabel de Almeida, Selma Garrido Pimenta, José Cerchi Fusari

Resumo


O presente artigo tem como ponto de partida a indagação acerca de como os modos de inserção profissional de professores iniciantes repercutem na vida desses profissionais. Para buscar respostas a essa indagação, investigou-se as formas como se processa a inserção de licenciados egressos de uma universidade pública como professores nos sistemas escolares públicos do estado de São Paulo. Foram entrevistados 20 professores iniciantes, de distintas áreas de conhecimento que estavam atuando em escolas públicas nos primeiros cinco anos após a formatura. Tomou-se como categorias de análise socialização profissional, profissionalização docente e trabalho docente. O texto busca compreender as formas de ingresso no magistério, o aprender da profissão, relação com os parceiros de trabalho, formas de aproximação com o ambiente profissional, inserção em escolas do sistema público, condições de exercício da docência, motivação para ingresso e permanência na profissão, dificuldades e expectativas quanto ao futuro profissional. Os dados qualitativos, obtidos nas entrevistas semiestruturadas, foram analisados na confluência com a literatura sobre o tema e à luz da concepção crítico-dialética, o que permitiu evidenciar a complexidade e as contradições dos processos de socialização e profissionalização, bem como do trabalho docente.


Palavras-chave


professor iniciante, egressos de licenciaturas, condições de trabalho, acolhimento profissional

Texto completo:

PDF