Em direção a um conceito de literacia histórica

Peter Lee

Resumo


Este trabalho pretende esboçar considerações iniciais e muito provisórias de
uma noção utilizável de literacia1 histórica. Está sustentado sucintamente em
algumas considerações filosóficas sugeridas pelos trabalhos de Bevir,
Collingwood, Lorenz, Oakeshott e Rüsen, com a finalidade de decidir o que
poderia se incluído de forma útil em tal noção. Mais substancialmente, emprega
pesquisas empíricas recentes para sugerir qual consideração/aplicação de
literacia histórica poderia ser discutida. Qualquer consideração útil exige prestar
atenção em dois componentes: primeiro, as idéias dos estudantes sobre a
disciplina de história; segundo, sua orientação em direção ao passado (o tipo
de passado que eles podem acessar, e a relação deste com o presente e o
futuro). Pesquisas conectando esses dois componentes de literacia histórica
tiveram seu início recentemente, apesar da abordagem teórica de Rüsen dirigida
à consciência histórica ter inspirado a investigação do segundo componente já
há algum tempo em partes da Europa. Argumenta-se que o principal projeto
para educação histórica deve ser o desenvolvimento de estruturas históricas
aproveitáveis do passado, que não sejam histórias de festas, mas que permitam
aos estudantes assimilarem novos eventos e processos, tanto no passado
ou no futuro e que sejam eles mesmos adaptáveis ao se defrontar com novo
material recalcitrante. Instrumentos chaves daqui serão idéias adequadamente sofisticadas sobre considerações históricas, junto com conceitos proximamente
relacionados, como significado, interpretação e mudança.

Palavras-chave


Educação histórica; Orientação; Estrutura; Conceitos de segunda ordem; Compreensão histórica; Historical education; Orientation; Framework; Second-order; concept; History understanding

Texto completo:

PDF DOI


 Qualis A1

Publicado pelo Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Contatos: 41- 3535-6207 

E-mail: educar@ufpr.br

E-mail: educar.ufpr2016@gmail.com